ESPAÇOS DE DISPUTAS EM OLHOS D' ÁGUA

  • Suelen Tavares Alemão UFAM
  • Adriana Aguiar

Resumo

Este trabalho tem por objetivo analisar o espaço físico/geográfico em alguns contos da obra Olhos d’ água, de Conceição Evaristo. Pretende-se, também, enfatizar a representatividade de personagens negros e suas vivências em espaços, na maioria, marginalizados e pobres, mas sem ausentar a forma com a qual a autora desenha e estrutura o início e o fim, como e o porquê o personagem encontra-se em determinada situação, pois quando a mão que escreve a literatura brasileira contemporânea é a de uma mulher, afrodescendente, nascida na periferia de Belo Horizonte, haveria diferença à representação e ao espaço do negro? Busca-se investigar, a partir das narrativas que compõem Olhos d’água (2016), da escritora afrodescendente Conceição Evaristo, a relação entre representação do negro e do espaço, aqui empregado numa perspectiva dialética, em que o corpo e a memória do negro também são lidos como espaços que atravessam e são atravessados pelo espaço/lugar geográfico. A investigação inscreve-se como pesquisa de caráter bibliográfico.


 

Publicado
2018-06-01
Como Citar
ALEMÃO, Suelen Tavares; AGUIAR, Adriana. ESPAÇOS DE DISPUTAS EM OLHOS D' ÁGUA. Revista Decifrar, [S.l.], v. 6, n. 11, p. 127-146, jun. 2018. ISSN 2318-2229. Disponível em: <http://periodicos.ufam.edu.br/Decifrar/article/view/4307>. Acesso em: 21 out. 2018. doi: https://doi.org/10.29281/rd.v6i11.4307.

Artigos mais lidos do mesmo autor

Obs.: Este plugin requer ao menos um plugin ou relatório de estatísticas para funcionar. Se seus plugins de estatísticas trabalham com mais de uma métrica, por favor selecione uma métrica principal na página de configuração disponível no painel do Administrador e/ou do Gerente do portal.