ITINERÁRIO DO CORPO DE GERALDA E INÁCIA DOS OLHOS VERDES, O EROTISMO NA PROSA POÉTICA DE ERNESTO PENAFORT

Resumo

O presente trabalho tem como enfoque a análise do erotismo como recurso literário nas prosas poéticas Itinerário do corpo de Geralda e Inácia dos olhos verdes, do escritor amazonense e membro do Clube da Madrugada Ernesto Penafort. Para tanto, foi necessário se debruçar sobre obras como O erotismo, de George Bataille, pois para ele “o erotismo é na consciência do homem aquilo que põe nele o ser em questão”, é tudo aquilo que instiga e move o ser, que o faz se perder objetivamente à procura do objeto de desejo; e também em A dupla chama: amor e erotismo, de Octávio Paz, quando este afirma que “a relação entre o erotismo e a poesia é tal que o primeiro é uma poética corporal e a segunda uma erótica verbal. Ambos são feitos de uma oposição complementa [...]o erotismo não é mera sexualidade animal – é cerimônia, representação.  A relação entre a linguagem erótica e a poesia é um verdadeiro jogo de sedução e cerimônia. Para compreender certas simbologias, utilizou-se ainda o Dicionário de símbolos de Jung, como também outras fontes teóricas para esclarecimento das questões que se apresentaram. Em função de tais ponderações sobre o erotismo, percorreu-se sua gênese, sua constância na vida do homem, bem como sua relação entre o poeta e a linguagem artística.

 

Referências

BACHELARD, Gaston. A água e os sonhos: ensaios sobre a imaginação da matéria. São Paulo: Martins Fontes, 1998.
BATAILLE, George. O erotismo: tradução Antônio Carlos Viana. Porto Alegre: L&PM, 1987.
BARTHES, Roland. Mitologias. São Paulo: DIFEL, 19750
JUNG, Carl G. O homem e seus Símbolos: tradução Mari Lúcia Pinho. São Paulo: Editora Nova Fronteira, 5ª edição, 1964.
LEXIKON, Helder. Dicionário de Símbolos. Tradução Erlon José Paschoal. São Paulo: Cultrix. 15ª edição, 2013.
PAZ, Octávio. A dupla chama: amor e erotismo – tradução Wladyr Dupont. São Paulo: Siciliano,1994.
PAZ, Octavio. Signos em Rotação. São Paulo: Perspectiva, 2009
PENAFORT, Ernesto. Do verbo azul. Manaus, SCA: Edições Governo do Amazonas, 1988.
PERROT, M. Minha história das mulheres. São Paulo: Editora Contexto, 2008
Publicado
2018-01-07
Como Citar
BATISTA FERREIRA, Naiva. ITINERÁRIO DO CORPO DE GERALDA E INÁCIA DOS OLHOS VERDES, O EROTISMO NA PROSA POÉTICA DE ERNESTO PENAFORT. Revista Decifrar, [S.l.], v. 5, n. 10, p. 4, jan. 2018. ISSN 2318-2229. Disponível em: <http://periodicos.ufam.edu.br/Decifrar/article/view/3834>. Acesso em: 24 jun. 2018. doi: https://doi.org/10.29281/rd.v5i10.3834.

Artigos mais lidos do mesmo autor

Obs.: Este plugin requer ao menos um plugin ou relatório de estatísticas para funcionar. Se seus plugins de estatísticas trabalham com mais de uma métrica, por favor selecione uma métrica principal na página de configuração disponível no painel do Administrador e/ou do Gerente do portal.