A AMAZÔNIA NO OLHAR IMPERIALISTA

A HISTÓRIA AINDA POUCO EXPLORADA DO PROJETO DO NORTE-AMERICANO MATTHEW FONTAINE MAURY PARA A AMAZÔNIA NA DÉCADA DOS 1850.

  • Maria Clara Sales Carneiro Sampaio Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará

Resumo

O presente artigo se debruça sobre algumas visões estadunidenses sobre a região amazônica no século XIX. Ao analisar os projetos expansionistas e anexacionistas do futuro confederado Matthew Fontaine Maury, serão apresentadas reflexões sobre os discursos imperialistas envolvendo a exploração das riquezas da floresta e a navegação de seus rios. Havia por parte de setores da sociedade norte-americana o interesse em fundar uma espécie de reduto escravista ligado aos Estados Unidos, com o nome de República Amazônica, encravado no território brasileiro. Maury procurou apoio político para efetivar seus intentos em meados dos anos 1840 aos 1850, tendo em mente transferir populações escravizadas no Sul dos Eua para trabalhar em plantations em terras amazônicas. Para efeito de discussão dessas problemáticas, serão escrutinadas fontes ligadas aos planos expansionistas de Maury, de modo a revelar aspectos ainda pouco evidenciados da história social da amazônia no século XIX.

Publicado
2019-10-08
Como Citar
CARNEIRO SAMPAIO, Maria Clara Sales. A AMAZÔNIA NO OLHAR IMPERIALISTA. Canoa do Tempo, [S.l.], v. 11, n. 01, p. 4-24, out. 2019. ISSN 2594-8148. Disponível em: <http://periodicos.ufam.edu.br/Canoa_do_Tempo/article/view/5947>. Acesso em: 13 nov. 2019.