O Movimento educacional indígena no Brasil e seu desdobramento no Amapá (1988-2002):

CAMINHOS E DESCAMINHOS

  • Pollianna Pimentel Ferreira Universidade Federal do Amapá

Resumo

Este trabalho busca analisar o movimento de construção da Educação Escolar Indígena no Brasil e no estado do Amapá, pondo em evidência as discussões antes da Constituição Federal de 1988 e após sua promulgação. Sua justificativa advém da necessidade de compreensão das bases históricas conceituais, organizacionais e legais por fundamentar e explicar a Educação Escolar Indígena no País. Tendo como questionamentos motivadores: as leis nacionais e os programas estaduais “constroem” uma Educação Escolar Indígena ou uma Educação Escolar para o indígena? As leis estão sendo respeitadas nas escolas das aldeias do estado do Amapá ou a escola implantada ainda segue os padrões da escola do não índio? Metodologicamente, o trabalho foi pautado na análise de documentos e teve como referência bibliografias basilares sobre a temática. A pesquisa apontou os ganhos educacionais, mas também confirmou as dificuldades encontradas pelas populações nativas para consolidar e fazer acontecer a Educação Escolar Intercultural.

##submission.authorBiography##

##submission.authorWithAffiliation##

Mestranda do Programa de Pós-Graduação em Educação, Linha de Políticas Educacionais  pela Universidade Federal do Amapá  (UNIFAP); Especialista em História e Historiografia da Amazônia, com pesquisa voltada para a Educação Indígena no estado do Amapá (UNIFAP); Graduada em Licenciatura Plena em História pela Universidade Federal do Amapá (UNIFAP); Aperfeiçoamento em Cultura e História dos Povos Indígenas do Norte do Pará e do Amapá (UNIFAP/UAB). Possui experiência em pesquisa no ensino e avaliação educacional em História, ensino indígena, na docência em História Antiga, Média, Moderna, Contemporânea, Amapá e Amazônia para alunos do ensino regular (Fundamental Anos Finais e Ensino Médio). É membro do Lehstam: Laboratório de Estudos da História Social do Trabalho na Amazônia (CNPq-UNIFAP), vinculado ao "Grupo de Pesquisa Mundos do Trabalho". Realizou curso de Formação Continuada dos Profissionais do Sistema Socioeducativo Estadual, pelo Instituto Macapaense do Melhor Ensino Superior - IMMES; além de experiência e formação voltadas para socioeducação e medidas socioeducativas, pela Escola de Administração Pública do Amapá - EAP.

Publicado
2019-01-25
Como Citar
FERREIRA, Pollianna Pimentel. O Movimento educacional indígena no Brasil e seu desdobramento no Amapá (1988-2002):. Canoa do Tempo, [S.l.], v. 10, n. Nº 2, p. 119-138, jan. 2019. ISSN 2594-8148. Disponível em: <http://periodicos.ufam.edu.br/Canoa_do_Tempo/article/view/5081>. Acesso em: 20 abr. 2019.