NEUROCIÊNCIA COGNITIVA E EDUCAÇÃO INFANTIL: POSSIBILIDADES DE APRENDIZADO

  • Clorijava de Oliveira Santiago Júnior
  • Ierecê dos Santos Barbosa

Resumo

A Neurociência Cognitiva apresenta-se no cenário científico como uma nova área do conhecimento humano, e quando aliada ao trabalho pedagógico, pode contribuir significativamente ao processo ensino/aprendizagem na Educação Infantil. O objetivo desse estudo foi discutir sobre a possibilidade do estabelecimento de diálogo entre a Neurociência Cognitiva e Educação Infantil, colaborando ao fortalecimento da aprendizagem significativa das crianças. Trata-se de um estudo de cunho bibliográfico, onde utilizamos estudos imprescindíveis à esse contexto, como os de Cury (1998), Soares (1999); Kramer (2006); Lent (2010); Nicolelis (2011); Alencar (2015); Fachin-Terán (2015). O estudo conclui que, a Neurociência ainda é um campo considerado muito recente na área da educação e que, no processo ensino/aprendizagem considera-se relevante a articulação Neurociência-Educação Infantil, como contribuição às estratégias pedagógicas e no trabalho de professores(as), resultando em aprendizagens mais eficazes.

     

Publicado
2017-09-25
Como Citar
DE OLIVEIRA SANTIAGO JÚNIOR, Clorijava; DOS SANTOS BARBOSA, Ierecê. NEUROCIÊNCIA COGNITIVA E EDUCAÇÃO INFANTIL: POSSIBILIDADES DE APRENDIZADO. BIUS -Boletim Informativo Unimotrisaúde em Sociogerontologia, [S.l.], v. 8, n. 2, p. 49--59, set. 2017. ISSN 2176-9141. Disponível em: <http://periodicos.ufam.edu.br/BIUS/article/view/3781>. Acesso em: 18 jul. 2018.
Seção
Sessão Artigo Técnico/Revisão