A REDE DE COMERCIALIZAÇÃO DE MATERIAIS RECICLÁVEIS NA CIDADE DE MANAUS – AMAZONAS.

  • Fernanda Cabral Cidade Universidade Federal do Amazonas

Resumo

Buscando se adequar a modelos sustentáveis de gestão de resíduos sólidos, o Brasil em 2010 aprovou a Política Nacional dos Resíduos Sólidos (PNRS) que entre suas diretrizes prevê a implantação de uma logística reversa de pós consumo em todo o território nacional. Esta logística reversa é um instrumento de desenvolvimento econômico e social destinado a viabilizar a coleta e a restituição dos resíduos sólidos o que implica, dentre outras recomendações, uma rede estruturada de comercialização de materiais recicláveis envolvendo o setor público, privado e social. Desta forma a lei oficializa e regulamenta uma atividade já existente e praticada no Brasil, a comercialização de materiais recicláveis. No sentido de compreender como a Amazônia, especial a cidade de Manaus (capital do Amazonas), se insere nesta cadeia de comercialização de recicláveis, criando sua própria rede e como esta se articula com as outras regiões do Brasil foi o principal objetivo da pesquisa. Para a execução da mesma identificou-se as pessoas que trabalham com os materiais recicláveis a fim de compreender a forma de funcionamento da rede de receptação e comercialização do material reciclável na cidade de Manaus. A pesquisa também se ateve a busca de informações através de entrevistas abertas com integrantes da logística reversa e bem como a exploração de informações selecionadas sobre o tema para que fosse possível compreender essa rede de comercialização. As diretrizes da PNRS também serviram de base à pesquisa na avaliação das medidas de adequação a lei.

##submission.authorBiography##

##submission.authorWithAffiliation##
Geografia, Geografia Humana, Geografia Urbana
Publicado
2015-09-14
Como Citar
CIDADE, Fernanda Cabral. A REDE DE COMERCIALIZAÇÃO DE MATERIAIS RECICLÁVEIS NA CIDADE DE MANAUS – AMAZONAS.. ANINC - Anuário do Instituto de Natureza e Cultura, [S.l.], v. 1, p. 49-55, set. 2015. ISSN 2525-300X. Disponível em: <http://periodicos.ufam.edu.br/ANINC/article/view/866>. Acesso em: 23 nov. 2017.
Edição
Seção
Semana Nacional de Ciência e Tecnologia -Artigos