CARACTERIZAÇÃO DAS ATIVIDADES AGROPECUÁRIAS EM COMUNIDADES RURAIS GUANABARA I, II E III, BENJAMIN CONSTANT, AMAZONAS

  • Ana Carolina Souza Sampaio Nakauth UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAZONAS INSTITUTO NATUREZA E CULTURA COLEGIADO DO CURSO CIÊNCIAS AGRÁRIAS E AMBIENTAIS
  • Rodrigo Fermin Mendes Universidade Federal do Amazonas Instituto Natureza e Cultura
  • Antônia Ivanilce Castro Dácio Universidade Federal do Amazonas Instituto Natureza e Cultura Curso Licenciatura em Ciências Agrárias e Ambientais
  • Dirceu da Silva Dácio Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Campus Tabatinga

Resumo

As comunidades rurais da Amazônia apresentam uma forte relação com as atividades do setor primário. O objetivo geral do trabalho foi caracterizar os setores produtivos das comunidades de Guanabara I, II e III, por meio de levantamento e observação, verificando o uso de práticas como agricultura familiar, produção animal e extrativismo. A coleta dos dados foi feita por meio de formulário e entrevistas com 50% das famílias residentes nas comunidades. O estudo revelou que a agricultura familiar é a atividade mais praticada e importante nas três comunidades, com a produção principal de mandioca e banana. Além disso, foram identificadas a criação de pequenos animais com enfoque nas modalidades da criação de patos e galinha caipira de forma extensiva; piscicultura, com criação de tambaqui em sistema semi- intensivo e meliponicultura com ênfase à produção de mel. Em relação ao extrativismo, destacam-se o extrativismo florestal e pesqueiro. Os produtos florestais mais utilizados são sementes, frutos e madeira. A pesca é exercida em todas as comunidades e se constitui como uma atividade que contribui para a dieta alimentar e renda. As atividades produtivas estão centradas no abastecimento das demandas alimentares das comunidades, sendo a comercialização praticada para fins de complementação de renda monetária, proveniente também dos programas sociais e subsídios do governo federal.

Biografia do Autor

##submission.authorWithAffiliation##
Engenheira de pesca, Mestre em Aquicultura, Docente na Universidade Federal do Amazonas, Campus de Benjamin Constant, Amazonas. Trabalha com aquicultura de espécies nativas amazônicas, especificamente matrinxã Brycon amazonicus.
##submission.authorWithAffiliation##
Egresso do Curso Licenciatura e Bacharelado em Ciências Agrárias e do Ambiente
##submission.authorWithAffiliation##
Mestrado em Ciências do Ambiente e Sustentabilidade na Amzônia na área de concentração de Política e Gestão Ambiental, graduação em Agronomia pela Universidade Federal do Amazonas (2006). Pesquisadora do Núcleo de Estudos Rurais e Urbanos Amazônico (NERUA/INPA) e do Núcleo de Etnoecologia na Amazônia Brasileira (NETNO/UFAM). Professora, Assistente, do Instituto Natureza e Cultura/Universidade Federal do Amazonas, na área de agroecologia e conservação dos recursos naturais. Tem experiência na área de Agronomia, com ênfase em Agricultura Familiar, atuando principalmente nos seguintes temas: segurança alimentar, abastecimento local, etnoconservação e recursos genéticos vegetais.
##submission.authorWithAffiliation##
Possui graduação em Licenciatura Plena em Ciências Agrárias, com ênfase em Agricultura, Ambiente e Desenvolvimento Regional pela Universidade Federal do Amazonas (2007). Mestre em Ciências do Ambiente e Sustentabilidade na Amazônia (PPGCASA/UFAM) e membro do Núcleo de Estudos Rurais e Urbanos Amazônico (NERUA/INPA). Atualmente é professor do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Amazonas - Campus Tabatinga. Atua principalmente nas áreas de agricultura familiar, conservação dos recursos naturais e geoprocessamento.
Publicado
2015-07-07
Como Citar
SAMPAIO NAKAUTH, Ana Carolina Souza et al. CARACTERIZAÇÃO DAS ATIVIDADES AGROPECUÁRIAS EM COMUNIDADES RURAIS GUANABARA I, II E III, BENJAMIN CONSTANT, AMAZONAS. ANINC - Anuário do Instituto de Natureza e Cultura, [S.l.], v. 1, p. 3-17, jul. 2015. ISSN 2525-300X. Disponível em: <http://periodicos.ufam.edu.br/ANINC/article/view/800>. Acesso em: 23 nov. 2017.
Edição
Seção
Ciências Agrárias - Artigos